Meu carrinho de compras
Carrinho Vazio
Rastrear minha compra
29/09/2016

Retenção de Líquidos: tudo sobre retenção de líquidos e como aliviar esse problema.

Tudo sobre retenção de líquidos e como aliviar esse problema.

 

A retenção de líquidos, também conhecida por retenção hídrica, pode ter diversas origens. Daí a importância de procurar um médico para descobrir as causas e assim poder tratá-la corretamente.

 

O inchaço característico da retenção de líquidos surge quando o corpo, por algum motivo, não consegue eliminar os líquidos ingeridos, que acabam ficando acumulados entre as células do tecido subcutâneo.

 

O resultado? A pele começa a apresentar um aspecto inchado e brilhante, que causa grande desconforto, principalmente pela pressão que acessórios e roupas exercem contra o corpo.

 

É muito comum que meias e sapatos comecem a incomodar no decorrer das horas. Tornozelos, pernas e pés são as regiões mais afetadas, principalmente se a pessoa fica muito tempo sentadas ou em pé. Isso afeta a circulação e causa o inchaço dos membros inferiores no final do dia, sendo necessário suspender os pés para aliviar o desconforto.

 

A barriga e a cintura é outro local bastante afetado pela retenção hídrica e, em alguns casos, rosto e pálpebras podem amanhecer inchados.

 

Retenção de líquidos, aumento de peso e alimentação

 

Esse acúmulo de líquidos muitas vezes colabora para o aumento de peso, que pode significar uma variação entre 2Kg e 3Kg na balança. Nesses casos é importante saber diferenciar um aumento de peso real de um possível inchaço momentâneo.

 

Além de observar a mudança rápida no peso - que pode variar num período de 24h - é possível fazer um pequeno teste: pressione com os dedos as áreas afetadas e veja se ali forma uma marca ou depressão. Se isso acontecer seu corpo realmente está retendo líquidos e não adiantará fazer a dieta da moda para se livrar dos quilinhos adquiridos.

 

Por outro lado, o excesso de peso contribui para agravar o quadro, pois muitas vezes a circulação é prejudicada. Por isso, uma alimentação bem equilibrada aliada à prática de exercícios - acompanhada da orientação profissional - torna-se importante nesses casos.

 

A dica é ficar de olho nas embalagens dos produtos industrializados. Risque da lista as palavras sódio, acidulantes, antioxidantes, estabilizantes, aromatizantes e o famoso glutamato monossódico. Excesso de sal, molhos e temperos prontos, enlatados, embutidos e salgadinhos gordurosos são grandes vilões da saúde.

 

Regimes restritivos feitos por um longo período também podem causar retenção hídrica. Isso acontece porque a falta de proteínas no sangue dificulta a remoção do excesso de água dos tecidos.

 

Logo, o equilíbrio na alimentação é um dos fatores essenciais para controlar os inchados e cuidar mais da saúde.

 

Principais causas da retenção hídrica

 

O corpo humano é composto por mais de dois terços de água. Assim, nosso organismo tem formas bastante aprimoradas para manter o equilíbrio dos líquidos. Quando algo está errado, esse sistema que normalmente funciona tão bem, começa a dar sinais claros.

 

As causas são as mais diversas. Os sintomas podem surgir por problemas vasculares e circulatórios; doenças na tireóide; reações alérgicas a medicamentos; problemas renais; cardíacos ou hepáticos; ingestão excessiva de sal e uma alimentação pobre.

 

No entanto, como os inchaços podem ter diversas origens, é importante consultar um médico assim que observar, por exemplo, uma leve mudança em uma das suas pernas, pois pode ser sintomas da trombose, que deve ser tratada imediatamente.

 

Nos casos mais comuns, a retenção de líquidos acontece por circulação insuficiente ou até mesmo variações hormonais, muito comuns durante o período menstrual.

 

Nesses casos, onde uma doença não está associada, uma alimentação saudável, exercícios físicos e sessões de drenagem linfática podem ajudar a resolver o problema. Além disso existem ativos de origem natural como a Cactinea, que auxiliam na drenagem linfática.

 

Retenção de líquidos no período menstrual

 

As mulheres são as mais atingidas devido a questões hormonais na fase pré-menstrual, quando os níveis de estrógeno e progesterona oscilam. O importante é observar os ciclos e identificar essas variações, que concentram-se na cintura e nas pernas.

 

Nessas fases a mulher deve focar em uma alimentação equilibrada com frutas, verduras e legumes, sem exagerar no sal e no açúcar. Exercícios regulares para ativar a circulação também são uma boa opção.

 

Não esqueça de sempre procurar um médico ou profissional especializado, quando observar mudanças repentinas no seu corpo. Cuide com carinho da sua saúde!

 

Fonte de pesquisa site Drauzio Varela.

  • Por: R$ 59,90
    Comprar

    Picnogenol 100 mg 60 Cápsulas

    O picnogenol combina cerca de 40 compostos, que também auxiliam na promoção de diversos benefícios à saúde: melhorando a circulação sanguínea, estimulando o sistema imunológico, e ainda auxiliando no tratamento de alergias, osteoporose, diabetes e TPM.

  • Por: R$ 96,50
    Comprar

    Cactin TM 500 mg - Autêntica da Galena 30 Cápsulas

    Drenagem linfática em cápsulas! Possuí selo de autenticidade Galena.

  • Por: R$ 137,90
    Comprar

    Morosil 500 mg 30 Cápsulas

    O autêntico Morosil® da Galena é fonte dos pigmentos de antocianina, um excelente antioxidante, além de conter elevada concentração de vitamina C, flavonoides e Ácidos hidroxicinâmicos.